setembro 24, 2009

Achados e perdidos, ou perdidos e achados? O final da história ....

Queridos leitores! (sim, escrevo leitores no masculino, não por machismo ou algo assim, apenas porque se trata do plural para gêneros múltiplos oficial da língua portuguesa.)

Pois é, a crônica que postei aqui anteriormente sobre malas extraviadas é a mais completa verdade e aconteceu mesmo comigo em julho (texto original).

E, infelizmente, tenho um final para a história. Que foi arquitetado por aquele senhor que voltou das férias no Caribe antes da hora.

Como eu previ (só consigo prever coisa ruim, e sempre que ganho algo como sorteio, é sorteio do tipo "quem vai chutar a bunda do leão" ou "quem vai levar a sopa pra bisavó e ajudá-la a tomar banho") as ANTAS acharam minha mala e perderam ela de novo.

Como pode? Perder a mesma mala duas vezes? Acho que há um departamento oficial de 'como fazer merda com o sistema de bagagem', e, infelizmente, é o departamento mais eficiente da empresa.

Obviamente eu recebi uma indenização pela mala, 800 Libras Esterlinas, ou, em uma moeda mais fácil de entender: METADE do que valia o conteúdo da mala. Mas meu problema maior não é a grana, e sim, o meu contrabando de remédios do Brasil .... tudo perdido .... e vai tentar comprar medicamento sem receita aqui, nem a pau!

Ou seja, vou virar fã da fitoterapia..... ou não!

Abraços

Nenhum comentário:

Postar um comentário