fevereiro 09, 2015

Ah… esse governo corrupto e imoral!


Ah… esse governo corrupto e imoral! Que atravessa fora da faixa de pedestre.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que paga para ‘sumirem’ com seus pontos da CNH.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que dirige no acostamento.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que paga ao despachante para não fazer a vistoria do carro.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que dirige depois de beber.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que reclama do radar quando é multado por excesso de velocidade.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que joga papel na rua.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que atravessa o sinal fechado buzinando e acelerando.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que passa trote violento e abusa sexualmente dos calouros.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que chama homossexuais de viado, bichinha e sapata.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que diz que piadas estereotipadas são apenas brincadeiras mas ficam putos quando os Simpsons nos tornam piadas.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que diz que a mulher “pediu” quando é abusada.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que ‘aceita’ a homossexualidade mas que na rua dois homossexuais de mãos dadas é imoral.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que ‘aceita’ a mulher como igual mas reitera que “é difícil trabalhar com mulher”.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que xinga o porteiro do prédio quando este o obriga a cumprir a regra do condomínio (como abrir os vidros do carro para se identificar).
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que quer um país melhor mas somente paga o salário mínimo ao seu escravo doméstico.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que agride professores.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que dá carteirada nos policiais.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que não coloca limites em seus filhos.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que diz a seu filho homem para “parar de chorar como uma menininha”.
Ah… esse governo corrupto e imoral! Que governa esse povo tão honesto e correto!
O que será de nós, esse povo tão honesto e correto, com esse governo corrupto e imoral?
O quê?








Há algumas coisas que eu gosto de frisar quando faço esse tipo de crítica:
Sim. Eu sou parte desse povo tão honesto e correto. Sim. Eu já fiz coisas erradas.
Mas eu mudo. E todos podemos mudar. Basta Querer.
E não é por termos errado no passado que ficamos automaticamente proibidos de criticar o mesmo erro que cometemos.
Sim. O povo brasileiro, em seu representante “médio”, de todas as raças, credos, níveis educacionais e classes sociais é um povo preguiçoso, um povo que gosta de se achar “especial” (especialmente enquanto indivíduo “uno”), um povo que não se responsabiliza por nada (tudo é culpa dos pais, do professor, do chefe ou do governo).
Sim. Eu quero um país melhor para eu e todos viverem.
Repetindo o dito já famoso “Um país desenvolvido não é onde o pobre tem carro, mas onde o rico anda da ônibus.”
Temos que parar de agir na Lei de Gérson e começar individualmente, e influenciar quem está ao nosso redor.
Sim. Você não mudará o mundo de uma hora para outra apenas mudando o que você faz. Mas você será uma pessoa melhor.

E, definitivamente, o mundo nunca mudará se todos esperarem que o outro faça certo primeiro.